Passagens de ônibus metropolitano de BH sofrem reajuste de 13%

O preço médio das tarifas, que variam conforme a linha, passa de R$ 5,85 para R$ 6,60 a partir desta segunda-feira (31).

Por Samara Tibúrcio

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) anunciou que a partir dessa segunda-feira (31) a passagem dos ônibus metropolitanos de Belo Horizonte vai ficar mais cara. Segundo a Seinfra, os novos preços foram necessários em virtude dos constantes aumentos do óleo diesel e da inflação.

“Essa atualização é necessária para garantir a operacionalização do sistema e evitar que empresas fiquem sem condições de ofertar as linhas cumprindo o quadro de horários definidos no contrato”.

Os novos valores variam conforme a linha, sendo que a tarifa mais comum, que custa R$ R$ 5,15 custará R$ 5,80. Já a tarifa de 5,85 passará a ser R$ 6,60 e a de R$ 8,05 vai para R$ 8,60. Os novos valores equivalem a um aumento de 13%. 

O sistema metropolitano de transporte coletivo possui 606 linhas em operação na RMBH e dispõe de uma frota de 2557 veículos, que realizam uma média mensal de 450 mil viagens. A Seinfra informou que o quadro de horários das linhas será normalizado e os ônibus voltarão a operar da mesma forma que antes da pandemia.