Motoristas de ônibus realizam greve em Contagem

Paralisação parcial dos motoristas e colaboradores teve início na manhã desta segunda-feira (29). 

Por Samara Tibúrcio

Usuários do transporte público de Contagem presenciaram nesta manhã uma paralisação parcial de motoristas e colaboradores. Segundo os motoristas, sindicalistas pararam os coletivos e furaram os pneus.

Policiais militares que acompanhavam o movimento confirmaram a paralisação e afirmaram que funcionários impediam que coletivos saíssem da garagem.

A Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes de Contagem (Transcon) informou que até às 7h25, 16,67% das viagens não haviam sido realizadas, tendo consequências nos bairros Solar do Madeira, Jardim Riacho e Vila São Paulo, que se se encontram sem as linhas de ônibus 301C, 402A e 173.

A TransCon afirmou estar surpresa com a paralisação parcial e afirmou que acionará a Justiça e o Ministério Público para exigir o restabelecimento total das operações de ônibus. Ainda segundo a TransCon, o movimento não condiz com o acordo realizado em reunião na última quinta-feira (25/11),  que estabeleceu um acordo de reajuste salarial entre as partes.

Como acordado, o Sintetcon aceitou uma proposta de reajuste de 9% no salário e no vale-refeição dos motoristas.  Os trabalhadores que participaram da paralisação afirmaram estar sem reajuste salarial há três anos, além de pedirem um aumento de 15%.

Ainda no início da manhã a paralisação foi suspensa, e o motorista Cleiton Santos que participou do ato afirmou: “O sindicato já assinou a proposta contra a gente, mesmo a gente não querendo. Belo Horizonte também já assinou. A gente vai ver qual passo vai ser dado a partir de agora”.

No momento não existe nenhuma reunião ou ação agendada para decidir quais serão os próximos passos, mas no momento a greve encontra-se suspensa.