Greve no Metrô de BH continua nesta terça-feira (22)

Metroviários não cumprem escala mínima e pelo menos 70 mil usuários são prejudicados em Belo Horizonte.

Por Samara Tibúrcio

Portas do Metrô BH ficaram fechadas até as 10hs. Foto: Isaac Daniel
Portas do Metrô BH ficaram fechadas até as 10hs. Foto: Isaac Daniel

Usuários do metrô terão mais um dia complicado na capital, a greve dos metroviários que começou ontem continua nesta terça-feira (22). Segundo informações da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) pelo menos 70 mil usuários seguem prejudicados pela paralisação. 

Mesmo com uma liminar que obriga o funcionamento nos horários de pico, os trens circularão apenas das 10h às 17h. O não cumprimento da liminar prevê multa diária de R$ 30 mil. De acordo com a CBTU cerca de 100 mil pessoas utilizam o transporte em dias úteis, e o horário de maior movimento é entre as 5h30 às 10h e das 16h30 às 20h. 

Os metroviários reivindicam nesta paralisação a permanência de 1,6 mil servidores após a privatização da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) e um diálogo mais detalhado com o governo federal e a CBTU sobre o futuro do metrô na capital. 

O Sindimetro-MG informou que a entidade decidiu manter a greve até que o governo federal esteja disposto a dialogar e a apresentar uma alternativa aos empregados em caso de privatização da CBTU, e que enquanto isso a paralisação e  o descumprimento da escala mínima seguem por tempo indeterminado.

“Se o governo abrir discussão sobre o que estamos pedindo, podemos suspender o movimento, desde que seja aprovado em assembleia extraordinária. Nós queremos o diálogo desde o início. O governo é que, até o momento, não quis”, informou o diretor do Sindimetro-MG, Robson Zeferino.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

14 − 2 =