Greve em BH: Quinta-feira de transtornos para usuários do transporte coletivo

Belo-horizontinos enfrentam manhã conturbada após paralisação iniciada às meia-noite por trabalhadores do transporte coletivo.

Por Samara Tibúrcio

A quinta-feira (2/12) começou com transtorno para os usuários do transporte público de Belo Horizonte. Segundo dados da BHTRANS, com a greve dos motoristas, ao menos 912 dos 2.281 coletivos disponíveis não circularam.

Os poucos ônibus que ainda circulavam pela manhã estavam superlotados, passageiros tinham que se espremer nos corredores para seguir viagem.

Segundo a Polícia Militar Alguns tumultos foram registrados, na garagem da Viação São Dimas, ônibus foram impedidos de sair. Motoristas que queriam sair da garagem da Viação Sidon, no bairro Tirol, no Barreiro, foram ameaçados, e um ônibus da linha 5106 foi completamente destruído próximo ao BH Shopping.

Acompanhe a porcentagem de viagens realizadas no período das 6h às 7h, segundo dados da BHTRANS :

  • Barreiro: 1%
  • Diamante: 7%
  • José Cândido: 75%
  • Pampulha: 7%
  • São Gabriel: 40%
  • São José: 14%
  • Venda Nova: 0%
  • Vilarinho: 25%
  • Demais Linhas: 42%

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores e Rodoviários de Belo Horizonte e Região (STTRBH), os trabalhadores vão manter as mesmas reivindicações da última paralisação, que será mantida até que as exigências da categoria sejam atendidas.