Esqueceu de sacar o abono do PIS em 2019? Peça já o saque!

Prazo para fazer a solicitação do PIS 2019 teve início no dia 31 de março e o dinheiro poderá ser sacado até o final do ano.

Por Samara Tibúrcio

O Ministério do Trabalho e Previdência deu uma nova oportunidade para cerca de 320 mil trabalhadores que deixaram de sacar o PIS-Pasep referente ao ano-base de 2019 no tempo devido para resgatar o dinheiro. Essas pessoas deveriam ter feito o saque quando o período para retirada foi aberto, entre julho de 2019 e junho de 2020. 

O prazo para quem perdeu a data anterior para solicitar o saque teve início no dia 31 de março. Segundo o ministério cerca de R$ 208,5 milhões foram esquecidos e está disponível para saque, a solicitação para a retirada do dinheiro pode ser feita tanto presencialmente, por telefone, por aplicativo ou por e-mail. 

  • Presencialmente com um documento com foto em uma das unidades regionais do Ministério do Trabalho;
  • Pelo telefone 158 pela central Alô Trabalhador;
  • Pelo aplicativo Carteira de Trabalho Digital, disponível para os celulares dos sistemas Android e iOS;
  • Pelo e-mail trabalho.uf@economia.gov.br, colocando no lugar de “uf” a sigla do estado em que o trabalhador reside.

Tem direito ao abono salarial de 2019 o trabalhador que recebeu em média até dois salários mínimos mensais com carteira assinada e exerceu atividade remunerada durante pelo menos 30 dias em 2019. Além disso, é preciso que o trabalhador já estivesse inscrito no PIS/Pasep há pelo menos 5 anos naquele ano, e com os dados atualizados pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) conforme categoria da empresa.

O valor que o empregado irá receber é correspondente ao tempo que trabalhou com carteira assinada em 2020. Cada mês trabalhado equivale a um benefício de R$ 101, com períodos iguais ou superiores há 15 dias contados como mês cheio. Quem trabalhou 12 meses com carteira assinada receberá o salário mínimo cheio, que atualmente é de R$ 1.212. Lembrando que empregadas domésticas e jovens aprendizes não possuem direito ao abono salarial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro × cinco =