Carros clássicos voltaram a ter placa preta a partir de 2022

O modelo de placa com o fundo preto foi regulamentado com o padrão Mercosul  pelo Conselho Nacional de Trânsito.

Por Samara Tibúrcio

Foto: Divulgação

Proprietários dos famosos carros antigos ou carros clássicos, como alguns preferem chamar, poderão utilizar novamente as placas pretas em seus veículos. A novidade para os colecionadores foi publicada no Diário Oficial da União no final do ano passado.

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou a resolução 887/21, regulamentando a volta da placa com fundo preto e letras brancas.   As mudanças são somente estéticas e a substituição não é obrigatória, as modificações terão início a partir de 1° de junho de 2022.

Embora a cor preta da placa não seja uma novidade após a aprovação da resolução, ela deve seguir o formato Mercosul, contendo quatro letras, três números e tarja superior em azul, além das demais especificidades.

Para obtenção da placa os veículos precisam seguir algumas características:

  • Ter sido fabricado há mais de trinta anos.
  • Conservar suas características originais de fabricação;
  • Integrar uma coleção;
  • Apresentar Certificado de Originalidade, reconhecido pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).
  • Estar em ótimo estado de conservação;

O emplacamento também pode ser feito em motocicletas, ônibus e caminhões, desde que atendam às exigências. Os proprietários interessados em obter a placa preta precisam procurar um clube de antigomobilismo credenciado ao Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) e agendar uma vistoria. Se aprovado o carro ganhará um certificado de originalidade e após isso é só procurar o órgão de trânsito local com a documentação e efetuar o emplacamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.